SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Petróleo e Gás

Imagem de título do setor Petróleo e Gás
11 de junho de 2018

O MOMENTO DO SETOR DE ÓLEO E GÁS NO BRASIL

O setor de petróleo passou por altos e baixos na última década. A partir da descoberta do Pré-Sal, em 2006, uma onda de otimismo tomou o setor onde investimentos bilionários foram anunciados e múltiplos estaleiros navais se instalaram no País, especialmente nos Estados do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.

O MOMENTO DO SETOR DE ÓLEO E GÁS NO BRASIL

Aos poucos, especialmente a partir de 2013, dificuldades operacionais e queda no preço do barril de petróleo formaram uma tempestade que não só atrasou o cronograma previsto no plano de negócios anterior da Petrobras como gerou demissões em todos os elos da cadeia e reduziu drasticamente o fluxo de negócios no setor. Mas o momento é de boas notícias.

O Pré-Sal mostrou-se uma realidade: mais de 50% da produção de óleo e gás brasileira, desde dezembro de 2017, é proveniente desses campos (em 2014 a participação era de 25%). E em janeiro de 2018, a Petrobras, anunciou que pretende colocar em operação oito novas plataformas para exploração do Pré-Sal ainda este ano e mais 11 plataformas entre 2019 e 2022.

Esses movimentos da maior operadora brasileira, coordenados com outras iniciativas, visam ampliar em 38% a produção de petróleo no Brasil nos próximos anos, atingindo a produção de 3,6 milhões de barris/dia.

Neste Relatório de Inteligência, vamos abordar os desafios para o setor, a programação da Rio Oil & Gas 2018, como o empresário pode se preparar para participar e tirar o melhor proveito possível da participação como visitante ou expositor no principal evento do setor para este ano.

Você também vai gostar de ler