SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Moda

Imagem de título do setor Moda
16 de outubro de 2019

SUSTENTABILIDADE É A TERCEIRA PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO CONSUMIDOR, DIZ ESTUDO

“Green is the New Black” da Nielsen mostra que um consumo sustentável está entre os três maiores fatores de decisão de compra de 32% dos brasileiros

SUSTENTABILIDADE É A TERCEIRA PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO DO CONSUMIDOR, DIZ ESTUDO

O mercado de produtos sustentáveis em higiene e beleza ganhou relevância no faturamento das empresas e está cada vez mais presente no dia a dia das famílias brasileiras. O que antes girava em torno apenas da preocupação com o meio ambiente, hoje permeia várias esferas, desde embalagens sustentáveis, ingredientes naturais até teste em animais.

Segundo estudo da Nielsen, a sustentabilidade é a terceira maior preocupação do consumidor brasileiro. Os lares que declaram ter hábitos e atitudes sustentáveis já somam mais de sete milhões no país e concentram 18,2% do faturamento dos produtos de higiene e beleza.

“A indústria pode ter um papel ativo na conscientização e educação do seu consumidor. Esse mercado está crescendo, as empresas precisam estar atentas para decidirem se querem ser protagonistas ou seguidoras”, afirma a líder da Indústria de Higiene & Beleza da Nielsen Brasil, Margareth Utimura.

CATEGORIAS

Na análise, a Nielsen apresenta o consumidor com características de comportamento sustentável como definidoras da compra. Na pesquisa, o consumidor declarou que os produtos mais comprados no grupo são shampoo, com 29,9%, sabonete, 24,1%, e pós-shampoo, com 22,5%.

De acordo o estudo, o segmento de ingredientes naturais é o que registrou o maior ritmo de crescimento e, além da embalagem, foi o critério mais reconhecido pelo consumidor como sendo sustentável.

O maior segmento é o de cruelty free (livre de testes em animais), que representa 11% do mercado analisado. Já o grupo de produtos veganos, apesar de representar 3% do faturamento, tem aumentado as vendas no mesmo ritmo de cruelty free. Por fim, o grupo de ingredientes naturais é o que tem o maior ritmo de crescimento, com uma taxa de 124%.

CANAL

A venda de produtos sustentáveis se dá principalmente em perfumarias, com 67,2%, e ganhou ainda mais importância em relação ao ano anterior. Esse é um canal utilizado pela maioria de mulheres entre 18 e 35 anos – maiores consumidoras do setor.

O estudo ainda aponta que 32,8% das compras de produtos sustentáveis acontecem em e-commerce. Desse total, 50% são feitas diretamente em sites de fabricantes. A comodidade é apontada por 32,3% dos consumidores para a compra online.

“Antes existia o mito de que para comprar alguns produtos o consumidor precisava sentir a fragrância, sentir a textura, provar a cor do batom. Estamos vendo que isso está mudando rapidamente, pois o consumidor vai na loja física experimenta o produto e depois volta para o online onde o preço é melhor”, explica Utimura.

Crédito: Shutterstock

Fonte:
Consumidor Moderno
Autor:
Consumidor Moderno - Por Jade Gonçalves Castilho Leite
Publicado em:
14 de outubro de 2019

Você também vai gostar de ler