SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Petróleo e Gás

Imagem de título do setor Petróleo e Gás
13 de janeiro de 2020

PBGÁS E CINEP TRAÇAM METAS PARA AMPLIAÇÃO DA REDE DE GÁS NATURAL EM POLOS DE DESENVOLVIMENTO

De acordo com a diretora-presidente da PBGÁS, Taciana Amaral, o gás natural é um energético muito versátil com inúmeras aplicações e soluções que influenciam no processo decisório para implantação de uma indústria

PBGÁS E CINEP TRAÇAM METAS PARA AMPLIAÇÃO DA REDE DE GÁS NATURAL EM POLOS DE DESENVOLVIMENTO

A ampliação da rede de gasodutos para atender a projetos estratégicos do Estado da Paraíba foi pauta de reunião na última quinta-feira (9), entre a presidente da PBGÁS, Taciana Amaral, o presidente do Conselho de Administração da PBGÁS, Marcelo Cavancanti, o presidente da CINEP, Romulo Polari Filho e a assessora de governança da PBGÁS, Érika Del Pino.

Na reunião, os representantes da PBGÁS e da CINEP apresentaram os projetos estratégicos para os próximos anos e discutiram a ampliação da infraestrutura de gás natural em áreas estratégicas como o Polo Turístico Cabo Branco e o Distrito Industrial de Caaporã na perspectiva de promoção do desenvolvimento econômico.

De acordo com a diretora-presidente da PBGÁS, Taciana Amaral, o gás natural é um energético muito versátil com inúmeras aplicações e soluções que influenciam no processo decisório para implantação de uma indústria. Taciana ressaltou a importância desse estreitamento no planejamento e nas metas entre a PBGÁS e da CINEP, destacando que a ampliação da rede de gasodutos para áreas elencadas pelo governo do Estado está em sinergia com o planejamento da companhia.

O diretor -presidente da Cinep, Romulo Polari Filho, apresentou os projetos prioritários do governo do Estado, destacando o Polo Cabo Branco com a implantação de grandes resorts e o Distrito Industrial de Caaporã para abrigar novas indústrias. Ele explicou que entre as variáveis que os empresários do setor industrial priorizam na hora de decidir sobre o local de se instalar estão a energia e o gás natural. “Hoje sem o gás natural não há competitividade para indústria. É importante a construção dessa sinergia entre a CINEP e a PBGÁS”.

Fonte:
TNPetróleo
Autor:
TNPetróleo - Redação/Assessoria
Publicado em:
13 de janeiro de 2020

Você também vai gostar de ler