SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Turismo

Imagem de título do setor Turismo
21 de maio de 2019

Paraty tem parecer favorável para se tornar patrimônio da humanidade

Governo Federal havia apresentado a candidatura ao título, pela segunda vez, em 2018. A primeira inscrição foi em 2009, quando Paraty teve a candidatura rejeitada

Paraty tem parecer favorável para se tornar patrimônio da humanidade

O Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan) informou que órgãos consultores da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) emitiram parecer técnico favorável à conversão do conjunto formado pela cidade histórica de Paraty e a Bacia da Ilha Grande, em Angra dos Reis, no sul fluminense, em patrimônio mundial da humanidade no Brasil.

O Governo Federal havia apresentado a candidatura ao título, pela segunda vez, em 2018. A primeira inscrição foi em 2009, quando Paraty chegou até a última etapa da avaliação, mas teve a candidatura rejeitada.

“Na medida em que os órgãos consultivos da convenção, tanto o órgão da área cultural, quanto da área natural, dão pareceres favoráveis, recomendam a inscrição [na lista de patrimônio], a gente considera essas sinalizações positivas e entende que a tendência é o Comitê do Patrimônio Mundial acatar”, disse o diretor de Fomento e Cooperação do Iphan, Marcelo Brito.

Com uma área de 204 mil hectares, formada por 187 ilhas, Paraty concorre a patrimônio misto, por reunir uma série de monumentos culturais e naturais, entre eles uma série de construções do período colonial. A cidade abriga diversas áreas de preservação ambiental, que cortam seis municípios, além de várias comunidades tradicionais, como quilombolas, indígenas e caiçaras.

Segundo técnicos da Unesco, em notificação ao Iphan, Paraty é uma região com enorme variedade de ambientes e fisionomias vegetais. A União Internacional para a Conservação da Natureza destaca que existem 57% de aves endêmicas do bioma. Já o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Icomos) ressalta que a área inclui as comunidades e seus modos de vida, cosmologia, línguas e arte.

Caso seja contemplada com o título de patrimônio mundial da humanidade, Paraty se tornará o 22º local do Brasil a receber o mérito. A previsão, de acordo com o Iphan, é que o anúncio oficial do título seja feito entre 30 de junho e 10 de julho, na reunião anual do Comitê do Patrimônio Mundial, da Unesco, em Baku, no Azerbaijão.

Texto: Yuri Soares

Fonte:
AECweb
Autor:
AECweb
Publicado em:
21 de maio de 2019

Você também vai gostar de ler