SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Construção civil

Imagem de título do setor Construção civil
7 de fevereiro de 2018

Novo tipo de tijolo utiliza garrafas PET recicladas em sua composição

A nova invenção foi vencedora do último Desafio Google.lab na Argentina.

ladrillo

Promover a reciclagem, reduzir a contaminação pelo lixo e criar tijolos para famílias necessitadas. Esses são os três objetivos da ONG argentina EcoInclusión, que conseguiu unir tudo isso em uma única missão: fabricar tijolos destinados à construção de habitações sociais a partir da reciclagem de garrafas PET.

A iniciativa partiu dos números levantados pela organização: na Argentina, se descartam 12 milhões de garrafas plásticas por dia, das quais apenas 15% vão para a reciclagem. Além disso, 3 milhões de pessoas não têm moradia adequada no país. Os tijolos produzidos pela EcoInclusión reciclam 50 mil toneladas de plástico por ano, o que gera quase 1 milhão de metros quadrados em habitações sociais sustentáveis.

foto

O produto final tem as mesmas características de um tijolo de argila, mas são mais leves e têm baixo impacto ambiental. O objetivo da fundação é fabricar 50 milhões de tijolos por ano. Isso permitiria a construção de mais de 830 mil m² em habitações sustentáveis. Segundo a ONG, com casas ecológicas de 30 m² seria possível ajudar quase 30 mil famílias por ano, além de promover a reciclagem de 28% de todo o plástico descartado no país (o equivalente a 8 milhões de garrafas PET por mês).

tijolo

A ONG

O projeto funciona através de duas linhas: a Ecored e a Ecoconstrucção. A primeira é responsável por arrecadar o material a ser reciclado através de doações de municípios ou empresas privadas. Já a segunda articula atores políticos e sociais para acompanhar a linha de produção e a construção das casas.

projeto

A organização foi criada em 2014 na cidade de Alta Gracia, em Córdoba. No ano passado, o grupo foi vencedor regional do Desafío Google.org, premiação que visa ajudar projetos de inovação com impacto social. O prêmio foi de 350 mil dólares, destinados a ajudar na continuidade dos trabalhos da instituição.

Imagem: Divulgação

Imagem: Os tijolos ecológicos foram certificados Subsecretaría de Hábitat de la Nación, e são similares a tijolos de argila. Foto: Reprodução/EcoInclusión

Imagem: Reprodução/EcoInclusión

Imagem: O processo de fabricação dos tijolos é cíclico, e favorece tanto famílias que necessitam de moradia como promove a reciclagem. Foto: Reprodução/EcoInclusión

Fonte:
Obras24Horas
Autor:
Gazeta do Povo/Haus
Publicado em:
1 de fevereiro de 2018

Você também vai gostar de ler