SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Alimentos

Imagem de título do setor Alimentos
24 de janeiro de 2022

iFood recebe autorização para fazer entregas de delivery com drone

Equipamento poderá levar cargas de até 2,5 kg em um raio de 3 quilômetros

iFood recebe autorização para fazer entregas de delivery com drone

O iFood recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para uso diário comercial de entregas de delivery com drones. As entregas serão feitas em parceria com a Speedbird Aero em todo o território nacional.

O drone poderá realizar entregas com cargas de até 2,5 kg em um raio de 3 quilômetros, inclusive em ambientes urbanos, mantendo margens de segurança estabelecidas no projeto.

“Esse é o início de uma mudança que traz novas maneiras e agilizará as entregas em diferentes contextos ao colocarmos o uso de um modal aéreo em parte de uma rota de entrega”, diz Fernando Martins, head de logística e inovação no iFood.

Martins destaca que os drones complementam a entrega realizada pelos entregadores em parte do percurso, com a retirada do pedido em um droneport.

Manoel Coelho, CEO e cofundador da Speedbird Aero, acredita que, com o avanço da logística aérea não tripulada, as perspectivas de entrega se abrem para a ampliação do uso do equipamento.

“A diminuição do tempo de entrega, a redução de custos e das emissões de poluentes e a otimização do tráfego terrestre são apenas alguns dos benefícios dessa atividade inovadora, que decola hoje no Brasil com a autorização concedida pela Anac ao DLV-1 NEO”, afirma Manoel.

Processo de aprovação

O período de testes para entregas de mercadorias com drones teve início há dois anos com a certificação Cave (Certificado de Autorização para Voo Experimental). Esse período comprovou a possibilidade de operar drones com o propósito de entregas e conseguir a autorização que habilita o drone no modelo DLV-1 NEO, fabricada pela Speedbird Aero, a operar comercialmente em rotas além da linha de visada visual do piloto.

“A autorização merece destaque por ser o primeiro multirotor aprovado pela Anac e por sua aplicação, entrega de mercadorias. No processo que levou a esta aprovação, as características técnicas foram exploradas, com base em requisitos de segurança. A utilização de drones para entrega de mercadorias é uma das mais esperadas aplicações da tecnologia”, afirma Roberto José Silveira Honorato, superintendente de Aeronavegabilidade da Anac.

Fonte:
Mercado & Consumo
Autor:
Por Redação Mercado & Consumo
Publicado em:
24 de janeiro de 2022

Você também vai gostar de ler