SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Alimentos

Imagem de título do setor Alimentos
13 de maio de 2019

Embarque de café do Brasil aos árabes aumentou 40%

Vendas do produto aos países árabes somaram 554,6 mil sacas de janeiro a abril. Receita cresceu 8%, para US$ 66,2 milhões, segundo o Cecafé.

Embarque de café do Brasil aos árabes aumentou 40%

A exportação de café brasileiro para os países árabes cresceu 39,8% no primeiro quadrimestre deste ano, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (10) pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). O volume embarcado passou de 396,8 mil sacas de 60 quilos de janeiro a abril do ano passado para 554,6 mil sacas nos mesmos meses deste ano, ou seja, 158 mil sacas a mais.

O crescimento da receita gerada com essas vendas, porém, foi bem menor, de 8%, já que os preços do café estão bastante abaixo dos valores do começo de 2018. A colheita 2019/2020 iniciou no mês passado com preços próximos do menor nível em 13 anos. Os produtores brasileiros de café conseguiram US$ 66,2 milhões de janeiro a abril deste ano com as vendas ao mercado árabe, contra US$ 61,2 milhões em igual período do ano passado.

Os países árabes responderam por 4,2% de todo o café que o Brasil enviou ao exterior nos quatro primeiros meses deste ano. De janeiro a abril do ano passado, a região respondeu por menos, 3,8% das compras do café brasileiro no exterior.

Para os mercados internacionais como um todo, os brasileiros embarcaram 13 milhões de sacas no quadrimestre, com crescimento de 26,8%. A receita foi de US$ 1,7 bilhão e avançou 3,5%.

Em abril, o Brasil exportou 2,9 milhões de sacas de café, com receita cambial de US$ 370,4 milhões. Houve avanço de 25% na quantidade embarcada e de 1% no faturamento. Segundo o Cecafé, o preço médio da saca estava em US$ 124,47 em abril, 19% abaixo do mesmo mês do ano passado. No ano safra que vai de julho de 2018 a abril de 2019, o Brasil exportou 34 milhões de sacas, com crescimento de 30,4%, e teve receita de US$ 4,5 bilhões, 7% maior.

“Conforme temos acompanhado desde o início do ano, tudo indica que esse ano-safra seja histórico, confirmando a eficiência com que o País atende à demanda e exigências de seus consumidores tanto no que se refere à qualidade quanto à sustentabilidade”, disse Nelson Carvalhaes, presidente do Cecafé, em material divulgado.

Fonte:
AGENCIA DE NOTÍCIAS BRASIL-ÁRABE
Autor:
AGENCIA DE NOTÍCIAS BRASIL-ÁRABE
Publicado em:
13 de maio de 2019

Você também vai gostar de ler