SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Construção civil

Imagem de título do setor Construção civil
12 de janeiro de 2018

BNDES fecha linha de crédito para energia renovável e eficiência energética

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) abriu nova captação de recursos externos no valor de US$ 141,72 milhões, com o banco de desenvolvimento alemão Kreditanstalt für Wiederaufbau (KfW).

BNDES

A operação vai contribuir para a mitigação das mudanças climáticas através do apoio a projetos envolvendo eficiência energética e energias renováveis (solar, eólica, pequenas centrais hidrelétricas, bioenergia usando resíduos, iluminação pública e cogeração na indústria).

O contrato também vai ajudar a suprir uma demanda crescente no Brasil por financiamentos a projetos destinados à geração de energia a partir de fontes alternativas, com vistas a diversificar a matriz energética brasileira, assim como promover a necessária economia de energia em tempos de escassez.

Dessa forma, BNDES e KfW contribuem para a preservação do meio ambiente global, no âmbito da DKTI (German Climate Technology Initiative).

A DKTI é uma iniciativa conjunta do KfW e do Ministério Federal para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ), cujo objetivo é incentivar países emergentes e em desenvolvimento a investir em esforços voltados para o meio ambiente e para a proteção climática.

enter image description here

Histórico

O KfW é um banco controlado em 80% pela República Federal da Alemanha e em 20% pelos seus estados federados. Foi criado em 1948 com o objetivo de financiar projetos de reconstrução da economia alemã no pós-guerra. Desde então, o Banco diversificou suas atividades, passando a financiar investimentos fora da Alemanha, em especial em países em desenvolvimento.

O relacionamento entre KfW e BNDES teve início na década de 60 e, em 2015, as instituições celebraram 50 anos de cooperação. Ao longo desse relacionamento, já foram contratadas quatorze operações de empréstimo entre as instituições, no montante histórico de US$ 1,07 bilhão.

Imagem: reprodução

Fonte:
Ambiente e Energia
Autor:
Ambiente e Energia
Publicado em:
1 de janeiro de 2018

Você também vai gostar de ler