SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Moda

Imagem de título do setor Moda
22 de setembro de 2021

Alta do dólar alavanca as vendas de bolsas e acessórios de luxo de segunda mão

Com a alta do dólar e o fechamento das fronteiras, o mercado de second hand se mostra cada vez mais em alta. Tanto que as donas do Brexolux, que nasceu no Instagram, viram o negócio crescer na pandemia e agora estão lançando um site, que vai ao ar em outubro.

Fashion

"As pessoas estão se dando conta que comprar second hand, vale muito mais a pena, visto que o valor da bolsa sai muitas vezes menos de 50% do valor de uma nova. Acreditamos ainda que esse modelo de consumo pode representar também uma segunda chance a nós mesmas, renovando significados e emoções", afirma Daniela Soares, uma das sócias.

Com grande experiência no varejo de moda, ela e Roberta Mallet, com vasta experiência em Trade marketing, vendas e liderança, são responsáveis pela curadoria das peças. Elas começaram a trajetória da marca vendendo peças próprias para pessoas próximas, que foram indicando as amigas. Hoje, já enviavam produtos para vários estados.

“As peças passam por uma criteriosa análise de autenticidade assim que chegam, e só depois as disponibilizamos para a venda”, diz Dani. “Nosso propósito é que nossos produtos cheguem cheios de afeto e alegria, como se fossem comprados novos, direto da loja”, destaca Beta.

De acordo com um dos principais relatórios destinado ao cenário de second hand, disponibilizado pela gigante thredUP, o setor de segunda mão deve dobrar ao longo dos próximos 5 anos, chegando a US$7 bilhões de dólares aproximadamente.

Fonte:
Fashion Network
Autor:
Fernanda Baldioti
Publicado em:
22 de setembro de 2021

Você também vai gostar de ler